Natação

Bruno Becker encerra participação no Mundial quebrando dois recordes brasileiros


Por Arthur | 17 de setembro de 2019

O paratleta da FMD Rio do Sul, Bruno Becker da Silva, quebrou o recorde brasileiro em duas ocasiões na semana passada, durante o Campeonato Mundial de Natação em Londres, na Inglaterra. A competição organizada pela Comitê Paraolímpico Internacional reuniu aproximadamente 650 atletas de 85 países.

 

Representando a Seleção Brasileira, Bruno competiu nas classes baixas (S1 e S2) nas provas dos 50 metros peito, onde ficou em sétimo lugar geral e bateu o recorde brasileiro com 1min33s99. Nos 200 metros livres, Bruno ficou em quarto lugar e obteve outro recorde nacional com 4min24s80. Nos 50 metros livre, o rio-sulense acabou não se classificando para as finais.

 

O técnico do paratleta, Alan Helbok, destacou a importância da competição para Bruno visando a sequência da carreira do paratleta, que absorveu muito conhecimento nas disputas dos Jogos Parapan-Americanos em Lima e no Mundial em Londres.

 

“Foram muitos dias longe de casa, mas o Bruno conseguiu ser constante dentro das provas e teve um rendimento satisfatório. Agora é seguir trabalhando, melhorar alguns aspectos, mas conseguimos subir alguns degraus em termos de carreira e agora vamos buscar o sonho dele que é disputar os Jogos Paralímpicos de 2020, em Tóquio”.

 

O Brasil terminou a competição no 11º lugar no quadro de medalhas, com cinco ouros, seis pratas e seis bronzes, e um total de 17. A Itália surpreendeu o mundo paralímpico com a primeira colocação no geral, com inéditos 20 ouros entre as 50 medalhas, superou a anfitriã Grã-Bretanha (19 ouros), e a Rússia (18), segundo e terceiro respectivamente. O próximo Mundial de natação paralímpica será em 2021, em Funchal, na Ilha da Madeira.

 

Participação no Parapan

Em Lima, no Peru, onde foram realizados os Jogos Parapan-Americanos, Bruno Becker da Silva competiu com cerca de 600 nadadores de 60 países, conquistando três bronzes. As medalhas vieram nos 50, 100 e 200 metros rasos, sendo as primeiras medalhas de um atleta de Rio do Sul na competição.