Atletismo

Chapecó leva o título dos Joguinhos Abertos disputado em Rio do Sul


Por Arthur | 29 de julho de 2019

A disputa do título da 32ª edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina foi acirrada até o sábado (27), último dia da competição. Por apenas dois pontos de diferença, Chapecó sagrou-se campeã pela primeira vez da etapa estadual que reúne cerca de 2,7 mil atletas de 81 cidades de Santa Catarina. Blumenau ficou com a segunda colocação, e Jaraguá do Sul terminou em terceiro com o mesmo número de pontos de Joinville, mas à frente no critério de desempate.

 

Para Rio do Sul, que sediou a competição desde o dia 19, o resultado foi o mesmo do ano passado: 14º lugar no quadro por pontos e 16º no de medalhas. A cidade foi campeã geral do ciclismo, recebendo troféu dourado.

 

Os donos da casa conquistaram três medalhas de ouro, duas com Alana Amorim, na prova dos 100 e 200 metros rasos e outro ouro com João Dalandrea, no lançamento do disco. Duas pratas vieram com Dalandrea no lançamento do martelo e com Gabriel Metzger na prova do contrarrelógio, no ciclismo. Outras 11 medalhas de bronze foram conquistadas por atletas de Rio do Sul em modalidades como judô, xadrez, ciclismo e atletismo.

 

O diretor técnico da FMD de Rio do Sul, Sérgio Schlemper, ressalta o comprometimento da delegação rio-sulense em toda a competição. “Temos que ressaltar a nossa evolução em algumas modalidades, como é o caso do ciclismo que conquistou um título inédito, além do tênis de mesa que conseguiu pontuar novamente. Em algumas modalidades tivemos um bom rendimento, mas o nível dos Joguinhos é muito alto, e por detalhes ficamos pelo caminho”. Ele reforça que as equipes manterão o trabalho e a consistência nas atividades de base, pois há metas de melhora para as próximas competições.

Organização termina a competição satisfeita

O superintendente da FMD de Rio do Sul, Jeberton Fermino, que também foi presidente da comissão organizadora dos joguinhos, destacou a organização do evento que envolveu ampla estrutura e equipes de apoio, especialmente nos locais de competição.

 

“Foi um desafio para um grupo coeso, mas que tem muita vontade de trabalhar e fazer grandes eventos. Foi assim em 2017 com a Olesc, 2018 com o Jasti e agora com os Joguinhos que sediamos pela primeira vez na história. Estendemos o sucesso que foi a competição a todas as Secretarias da prefeitura que nos auxiliaram e deram suporte, além dos nossos técnicos que foram incansáveis auxiliando as Federações nos locais de competição. O balanço é muito positivo”, comentou.

 

Quem também acompanhou algumas disputas foi o prefeito José Thomé, que esteve acompanhando lutas no karatê e conversou com o presidente da Federação, Durci Nascimento. “Ficamos contentes em ouvir dos dirigentes esportivos que todos foram bem recebidos e montamos ótimas estruturas de competição. Além de todo incremento econômico para o município, também fica uma imagem positiva de Rio do Sul para outros municípios do estado”.

 

Medalhas Rio do Sul Joguinhos

Gabriel Metzger – prata no contrarrelógio, bronze no cross country, bronze na prova de estrada (ciclismo)

Fabricio Magnani – bronze na prova de contrarrelógio (ciclismo)

Erick Schultze – bronze no bicicross (ciclismo)

Ciclismo – ouro por equipes (não conta no quadro geral de medalhas)

Rafael Henriquetta – bronze no xadrez

Alana Amorim – ouro nos 100 metros rasos, ouro nos 200 metros rasos (atletismo)

João Dalandrea – ouro no lançamento do disco, prata no lançamento do martelo (atletismo)

Gustavo Marques – bronze no lançamento do martelo e bronze no arremesso do peso (atletismo)

Vinicius Avancini – bronze no lançamento do disco (atletismo)

Yasmin Rodrigues – bronze no salto em distância (atletismo)

Keli Cristina Vavassori – bronze no super ligeiro (judô)

Brenda Luiza Cachoeira – bronze no pesado (judô)

Adrian Taufembach – bronze no meio pesado (judô)