Outras

Economia de Rio do Sul será beneficiada com os Joguinhos Abertos


Por Arthur | 16 de julho de 2019

Faltam três dias para a abertura dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina e além da programação esportiva que envolverá atletas, técnicos, dirigentes e responsáveis pelos locais de competição, outro setor também mostra satisfação com a chegada de quase 2,5 mil pessoas à Rio do Sul. Comerciantes da cidade devem sentir uma diferença com a movimentação de pessoas vinda de 80 cidades de Santa Catarina. Os oito dias de competição na capital do Alto Vale devem impactar positivamente a economia do município.

 

Os principais beneficiados serão restaurantes, mercados e postos de combustíveis. No caso dos restaurantes há maior demanda, especialmente de municípios menores que ficam em alojamentos, mas não tem estrutura de cozinha. Já as delegações maiores realizam suas compras em supermercados. Os postos de combustível atendem uma demanda de veículos que realizam o transporte dos atletas aos locais de competição.

 

O gerente de uma rede de supermercados, Adilson Feltrin, já sabe que quatro municípios vão realizar compras no estabelecimento, além de outros que já solicitaram orçamentos. “Acredito que podemos atender sete a oito municípios. Estamos com uma boa expectativa porque é um evento que acrescenta muito, já que vivemos uma situação econômica ruim, e tudo que agregamos de venda é positivo”, comentou.

 

Quem também ressaltou a importância do evento foi o gerente de uma rede de gastronomia, Edélcio Bettoni. Ele explicou que já havia atendido um bom número de pessoas na Olesc em 2017 e nos Jasti em 2018 e que está se preparando para atender bem as delegações. “Vários municípios entraram em contato e já fechamos com alguns. É muito importante um evento desse porte no Alto Vale, agrega muito e os resultados são positivos. Nossas unidades têm pontos estratégicos, e estamos nos preparando com toda parte pessoal e entrega para prestar um serviço de qualidade”.

 

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulo José Fiamoncini, outros setores também são impactados positivamente, como a rede hoteleira que receberá árbitros, dirigentes esportivos e delegações menores. “Tudo que vem para somar economicamente é importante e muito recurso será injetado na nossa cidade. Ficamos felizes em ter pelo terceiro ano seguido um evento desse porte ajudando alguns setores da nossa economia”, explicou.

 

O superintendente da Fundação Municipal de Desportos (FMD), Jeberton Fermino, reforçou a importância dos Joguinhos Abertos, tanto na questão esportiva, como na movimentação econômica da cidade. “Acompanhado do desenvolvimento esportivo, também há um ganho em valores, que acabam gerando empregos diretos e indiretos”, destacou.