Judô

Judô de Rio do Sul projeta melhorar resultados em 2018


Por Arthur | 4 de Fevereiro de 2018
Foto: Arthur Hoffmann/FMD

 

O judô da Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul é outra modalidade que continuará tendo dois profissionais em 2018. Continuam a frente dos trabalhos, o técnico Alexandre Duarte e o sensei Luis Carlos Ligeiro. Além da manutenção das tradicionais escolinhas, a proposta de trabalho é melhorar os resultados nas competições Fesporte.

 

O judô é uma das modalidades que mais envolvem atletas na Fundação. Entre projetos sociais nas escolas e condomínios do município, além das escolinhas e treinos de rendimento no Centro de Treinamento de Judô, que fica em anexo a Cancha Municipal de Bocha, mais de 200 crianças, adolescentes e adultos atuam na modalidade. Segundo o superintende da FMD, Jeberton Fermino, a modalidade é essencial pelos seus princípios, induzindo conceitos morais, respeito e postura.

 

“Além de ser uma modalidade acessível e muito popular, ajuda muito todos os praticantes. Estamos com um ótimo número de alunos participantes e nossa proposta é apenas aprimorar o que viemos realizando para buscar resultados mais efetivos nas competições que vamos participar”, comentou.

 

Curta a FMD Rio do Sul no Facebook;

Siga a FMD Rio do Sul no Instagram; 

 

Alexandre Duarte continuará atuando especificamente com os treinamentos visando às competições Fesporte, além de disputas estaduais e nacionais. “A ideia é ver nossa base ter mais resultados, para isso, precisamos realizar trabalhos específicos com eles. Acredito que dessa forma podemos melhorar e trazer mais algumas medalhas para o município”.

 

Já o sensei Luis Carlos Ligeiro que realiza as atividades sociais da modalidade, atuando nos bairros, condomínios e eventos da Fundação, como o FMD nos Bairros, continuará atuando nessas frentes e também vai atuar nos treinos para competições Fesporte. A proposta é que os dois treinadores possam reunir os melhores atletas de cada categoria e realizar uma seletiva para as competições Fesporte.

“Será uma experiência bacana voltar a trabalhar com atletas de rendimento, além da função que já venho atuando na comunidade. Com isso estarei agregando das duas formas”, comentou Ligeiro.