Futebol

Moleque Bom de Bola 15-17 anos será realizado em Rio do Sul


Por Arthur | 29 de janeiro de 2020

A Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul está organizando as competições municipais da temporada. Os tradicionais eventos escolares continuam sendo realizados, com uma novidade em 2020, a realização da etapa municipal do Moleque Bom de Bola 15-17 anos.

 

Entre os eventos que a FMD organiza estão os Jogos Escolares 12-14 e 15-17 anos, que conta com jogos de futsal, handebol, basquete, xadrez, vôlei e badminton masculino e feminino. Já no Moleque Bom de Bola são realizados jogos de futebol nos dois naipes. Anteriormente a competição contava apenas com a categoria de 11 a 14 anos, e a partir desta temporada terá jogos para alunos de 15 a 17 anos.

 

As datas dos eventos serão discutidas dia 19 de fevereiro em reunião com professores de educação física da rede municipal, estadual e particular de ensino do município. O encontro será no auditório da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), onde haverá discussão do regulamento e demais detalhes.

 

A iniciativa de criar uma nova categoria no Moleque Bom de Bola veio do presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Rui Godinho, e foi aprovada pelo Conselho Estadual do Esporte (CED). A proposta é dar sequência ao trabalho das escolas e professores para atletas dessa idade, já que a Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) não tem a disputa da modalidade e o atleta parava de competir no calendário da Fesporte após completar 14 anos, voltando apenas nos Joguinhos Abertos, que reúne atletas a partir de 17 anos.

 

Conforme o diretor técnico da FMD, Sérgio Luis Schlemper, a proposta é que em abril inicie uma das quatro competições escolares, terminando em junho com a realização da nova categoria do Moleque Bom de Bola. Para ele, haverá ganho esportivo com a nova categoria, já que terá continuidade o trabalho de professores e técnicos de futebol, visando o rendimento.

 

“Nos Jogos Escolares já haviam essas sequências de categorias e idade, o que ajudava muito a evolução do atleta, especialmente de rendimento, porque no 12-14 ele pega gosto pelo esporte e no 15-17 ele vira um atleta se preparando para o adulto. Agora vamos ter isso no futebol, e como há uma participação grande de escolas na formação de atletas, estamos nos organizando com material, campos e arbitragem para realizar um grande evento, como tem sido os últimos anos”, comentou.