Tênis de Mesa

Projeto Esporte Minha Vida quer popularizar o tênis de mesa em Rio do Sul


Por Arthur | 19 de março de 2019
Foto Divulgação

Com objetivo de popularizar o tênis de mesa em Rio do Sul e buscar novos talentos para a modalidade, a Fundação Municipal de Desportos (FMD), em parceria com os mesatenistas Paulo Schlichting e Felipe Fontanive, está realizando o projeto Esporte Minha Vida. A ação é realizada pelos técnicos em escolas do município, onde atividades interativas são realizadas com crianças e adolescentes envolvendo a modalidade.

 

Os profissionais que foram contratados pela Fundação têm a proposta de visitar todas as escolas do município até maio. De acordo com Felipe Fontanive, que atualmente já é técnico das escolinhas de tênis de mesa da Fundação, o intuito é popularizar a modalidade, apresentando conceitos básicos do tênis de mesa.

 

“Estamos entrando em contato com os professores de educação física e diretores para apresentar o tênis de mesa nos bairros. Em um segundo momento queremos promover eventos entre as escolas e formar núcleos com intuito de buscar talentos para treinar para as competições”, citou.

 

Paulo Schlichting, atleta da modalidade por Rio do Sul durante muitos anos explicou que a formação dos núcleos visa o desenvolvimento de equipes de rendimento que serão treinadas pelo atual técnico da modalidade, Gilberto Sardá. “Iremos de encontro aos atletas e fazer esse trabalho de filtragem, buscando talentos e levando para o Giba desenvolver toda parte técnica, visando especialmente as competições da Fesporte e do Circuito Catarinense”.

 

Quem acompanha a execução das atividades é o superintendente da FMD, Jeberton Fermino. Ele comentou que a próxima escola visitada será o Aníbal de Barba, que fica no bairro Canta Galo, nesta quarta-feira (20). Além dessa unidade, o projeto também foi apresentado na Escola Altamir Wagner, no Fundo Canoas e no Navarro Lins, na Barra do Trombudo, envolvendo um bom número de crianças. Para ele, essa é mais uma oportunidade que a modalidade tem para crescer.

 

“A Fundação está fomentando o crescimento do esporte e da modalidade nas escolas e na comunidade. O projeto tem um conceito social muito forte e acredito que essa proposta possa fazer a gente ter muitos atletas de rendimento para o futuro”, comentou.